Seja Bem Vindo, agora são:, do dia:
Ministérios
Bíblia
Entretenimento
Estudo Bíblico

Perolas de Deus

Moisés quando estava no deserto criando cabras, estava no estágio zero de sua vida, foi destituído de toda sua riqueza, cultura e ali estava criando ovelhas. Imagine ele no deserto, entre cabras e ovelhas... um homem que tinha tudo e agora apenas um rude trabalho, alias na época era o mais humilde e desvalorizado dos trabalhos, e fora isso... servia a seu sogro, e ficou mais 40 anos agora sob a influência. Jetro era sacerdote de Mídia, e tudo que se passava em sua vida Moisés aprendeu com ele, não tinha nada a oferecer, apenas sua conduta, sua vida. Isso sim ele tinha consciência que sua vida tinha que ser um exemplo, mesmo gago, de fala presa, complexado e muito tímido, porém servia a Deus com o que ele tinha e sabia que seu único caminho era de servir a Deus com seu caráter e conduta. Conflitos, tristeza, angustia, passou pela vida dele. Tinha chegado ao seu limite e em nenhum momento murmurava, porque certamente Deus não o usuária, porque o exemplo parte da liderança.

 

Veja que benção, Deus falou a Moisés que iria retirar o povo do Egito, e que levaria para uma terra que maná leite e mel. Ai Ordena a Moisés que vá ao faraó falar que teria que libertar o povo judeu. Medo, receios, insegurança, tudo que estava na sua vida o levava a conflitos. Toda autoridade fora dada a ele, o fato de jogar a serpente no chão e pega-la pela calda, e ter vivido a experiência que Deus estaria realizando a obra e não ele. Daí por diante nasce um novo homem, que aos poucos em sua intimidade pra com Deus o mudou como quis.

Aarão fora também escolhido para falar em nome, ser o intérprete de Moisés, e Aarão recebeu a unção sacerdotal, e sua principal função era de interprete das palavras de seu irmão Moisés. E assim iniciou a comissão de Moisés e de irmão Aarão, andando sempre juntos. Para que entenda melhor o chamado de Aarão veja na Bíblia seu chamado em Ex 29. Hoje vemos que isto se aplica ao chamado, (a obra só
funciona se estivermos juntos e Jesus mandou ir de 2 em 2).

 

Após a retirada do povo do Egito, o sogro de Moisés, Jetro,  ouviu falar acerca de todas estas coisas maravilhosas que Deus tinha feito pelo seu povo e por Moisés, e como os tinha tirado do Egito.   Sabendo disto, ele tomou Zípora, a mulher de Moisés, e a trouxe (porque Moisés a tinha mandado para casa) juntamente com os seus dois filhos: Gerson , (assim chamado porque Moisés disse: Andei peregrinando por uma terra estrangeira) e Eliezer , (porque disse: O Deus dos meus pais foi quem me ajudou e me livrou da espada de Faraó). Quando eles chegaram estavam Moisés e o povo acampados junto ao monte de Deus.

Vieram dizer a Moisés: Jetro, o teu sogro, veio ver-te e trouxe também a tua mulher e os teus dois filhos. Moisés veio ter com eles e recebeu-os calorosamente; estiveram uns momentos assim trocando cumprimentos e sabendo como passava um e outro. Depois vieram conversar para a tenda de Moisés. Este contou o que lhes tinha acontecido, o que o Senhor tinha feito a Faraó e aos egípcios a fim de livrar Israel, assim como os problemas que se tinham levantado durante o caminho e como Deus lhes tinha encontrado solução. Jetro ficou muito satisfeito com tudo o que o Senhor fizera a Israel e com a forma como os tirou do Egito. Louvado seja o Senhor, disse Jetro, porque vos salvou dos egípcios e de Faraó, e resgatou Israel. Agora sei bem como o Senhor é muito superior a todos os outros deuses. Jetro ofereceu sacrifícios a Deus; e depois Arão e os chefes de Israel vieram encontrar-se com ele para comerem juntos os alimentos oferecidos perante o Senhor.

 

 No dia seguinte Moisés sentou-se como habitualmente para ouvir as petições e queixas de uns contra os outros, que o povo pretendia apresentar-lhe; e isto de manhã à noite. O sogro, vendo o tempo que aquilo lhe tomava, disse-lhe: Porque é que fazes isso sozinho, deixando o povo assim o dia todo aguardando a vez de obter a tua opinião? É porque o povo é comigo que vem ter para o ajudar a resolver as suas querelas, e saber qual a vontade de Deus, respondeu-lhe Moisés. Eu sou o seu juiz, aquele que decide quem tem ou não razão, e que os instrui no caminho de Deus. Indico-lhes as ordens de Deus que se aplicam aos seus problemas particulares. Não está certo!, exclamou o sogro. Estás a desgastar-te; e até mesmo o povo não irá agüentar isto sempre. Escuta Moisés: é uma responsabilidade demasiada para que a suportes sozinho. Ouve o que eu te digo; é um conselho que te vou dar e com certeza que Deus te abençoará: Continua a seres tu o advogado deste povo, o seu representante diante de Deus a quem continuarás a apresentar os seus anseios e problemas. A eles apresentarás as decisões de Deus e as suas ordens, indicando-lhes os princípios de uma vida de justiça. Mas por outro lado, procura homens dignos, que respeitem Deus, honestos e competentes, e nomeia-os juízes, um por cada mil pessoas. E estes mesmos terão à sua responsabilidade dez outros juízes, cada um deles ocupando-se de cem pessoas. E, por sua vez, a cada um destes também estarão subordinados dois juízes, um para cinquenta indivíduos. E por fim estes igualmente chefiarão mais cinco que terão a seu cargo as questões de dez pessoas. Que estes indivíduos sejam responsabilizados por servir o povo com justiça a todo o momento. Qualquer assunto de maior importância ou mais complicado podem-nos trazer junto de ti. Mas as pequenas questões devem eles resolvê-las. Assim te será mais fácil o teu cargo se o repartires com eles. Se seguires este conselho, e se o Senhor o aceitar, serás capaz de resistir, de ir até ao fim da tua missão. E haverá paz e harmonia entre o povo.

 

   Moisés aceitou o conselho do seu sogro e pôs em execução a sugestão. Escolheu, de entre todo o Israel, homens competentes e fê-los juízes do povo, por escalões de mil, cem, cinqüenta e dez pessoas, e em toda a ocasião à disposição do povo para aplicar a justiça. Os casos mais delicados traziam-nos diante de Moisés mas todos os outros assuntos julgavam-nos eles próprios.

 

O que quero passar é que somos imperfeitos, e nunca chegaremos a ser tudo que queremos ou fazer tudo que desejamos fazer sem que estejamos dentro da vontade de Deus. Quer no trabalho, quer no relacionamento, e principalmente na família, temos que ser humildes e buscar a sabedoria de Deus, para sermos benção um para com o outro.

 

Hoje vejo isso claramente, o Deus que disse Eu sou o que Sou. O Deus que faz, que cuida, o Deus que dirige, o Deus que conduz, o Deus que é em tudo e por todos seus desejos Deus e senhor de nossas vidas. Sabe nossas limitações nos faz por muitas vezes nossos medos, receios, nos frustração, porque deixamos de confiar no Deus que disse que irá adiante de seu Povo, e nó somos povo escolhido de Deus, ração eleita por meio de Jesus Tenho 35 anos de convertidos, nasci em um lar evangélico, mas meu maior privilégio é servi a Jesus e sentir a graça em minha vida, sentir o quanto Êle me enche de amor e graça.  

 

Hoje vejo claramente como Deus honra ao que a Êle honra. Esta é a questão fazer diferença, saber ouvir Deus e aprender com os mais sábios, espelhar-se em que espalha a Jesus nosso Senhor e salvador. Procurar ser o servo, humilde em palavras mas cheio do poder de Deus, porque não é o servo que faz a obra, mas sim Deus, Nosso Senhor.

 



Autor: Pr Rogério

 Copyright © Comunidade do Evangelho Pleno | Todos os Direitos Reservados